justintimberlakeking:

A little flashback to Rock in Rio 2013 ♥

19 Aug 14 @ 11:09 pm  —  via + org  —  reblog
19 Aug 14 @ 11:04 pm  —  via + org  —  reblog
#Fanfic Amnesia - Justin Timberlake

 Justin

Pegamos o avião e doze horas depois estávamos em Londres. Pegamos um táxi até o endereço que Meg tinha me dado. Eu esperava que estivesse certo, já que não conseguia entender muito bem o que ela dizia entre o choro. O carro parou em frente a uma casa bonita e grande no centro da cidade.  Natalie e eu batemos várias vezes na porta, mas ninguém veio abrir.

Coloquei a mão na maçaneta e estava destrancada. Entramos. Os móveis eram bem bonitos, o lugar era espaçoso e um cheiro de vela reacendia pelo lugar.

- Megan?- chamei baixo. Nada.

Fomos entrando até a sala e a cena fez meu coração doer. Meg estava sentada no chão, pernas cruzadas, braços apoiados nos joelhos e cabeça baixa. Olhei pra Natalie que estava chorando. Só então reparei que havia várias velas pelo lugar, quase todas já apagadas. Me aproximei, mas ela parecia não notar. Me sentei no chão ao seu lado e coloquei uma mecha de cabelo atrás de sua orelha.

- Oi meu amor- sussurrei.

Ela levantou a cabeça devagar e seus olhos encontraram os meus. Não tinha brilho neles, apenas excesso de dor e cansaço. Megan estava desolada… Puxei-a pra perto de mim e a aninhei em meu colo, abraçando-a.

- Eles já foram… – me diz- Não consegui ir até lá…

Seu choro era de remorso agora e partia meu coração vê-la assim e não poder fazer nada pra amenizar a dor dela.

- Cadê a Lauren?- perguntei.

- Fiquei sozinha esse tempo todo. Algumas pessoas vieram, mas não ficaram muito… - sua voz era quase inaudível.

- Vim o mais rápido que pude- argumentei- Natalie também veio!

Ela se aproximou também e deu um abraço em Meg, as duas ficaram assim por um bom tempo.

- Obrigada por virem- tenta esboçar um sorriso.

- Ficamos preocupados com você- Nat limpa uma de suas lágrimas.

- Eu não ia pedir que viessem, me desculpem, eu sei que vocês e eu tínhamos compromissos a cumprir, mas não consigo passar por isso sozinha, me perdoem…

- Meg, sou sua amiga, não sou?! Não há nada do que se desculpar, estou aqui pra você!

- Já os levaram?- perguntei.

- Hoje de manhã. Eu deveria estar lá, só que não queria ir sozinha. Pedi pra que esperassem o máximo possível, mas por volta das 19h eles terão que… Terão que se desfazer deles.

- E seus parentes? Sua amiga, ninguém?- Nat estava inconformada.

- Meus avós e tios do Marrocos vieram, meus vizinhos também e Lauren…- ela se calou.

- Onde ela está?- insisti.

Meg respirou fundo antes de começar, reunindo todas as forças que lhe restavam.

- Assim que cheguei, fui até a casa dela, íamos vir pra cá. Paul, o namorado dela estava em casa, ela tinha acabado de sair. Lauren chegou quando ele tentava me beijar…

- Tentava o que?- me sobressaltei.

- Tentava me beijar a força, me agarrando…

Coloquei as mãos sobre a cabeça e me controlei pra não pedir o endereço e ir até lá.

- E aí, o que houve?- Nat quis saber.

- Lauren não acreditou em mim quando ele disse que estava dando em cima dele. Ela viu ele me beijando e acho que foi mais fácil escolher ele do que eu. Não vou ficar muito tempo e eles vão se casar, então…

- E você ficou aqui, sozinha?- passei as mãos pelo seu rosto. Meg assentiu.

- Lauren não quer me ver. Nunca mais!

Eu não podia acreditar que uma amizade que durou a vida toda pudesse acabar tão de repente. A ajudei a se levantar do chão e nos sentamos no sofá. Meg parecia estar mais calma agora.

- Gostaria de ir até o cemitério antes de enterrá-los- me pede.

- Vamos com você aonde for preciso- beijei sua mão.

Pegamos outro táxi e fomos até o cemitério. Era quase noite já e o Sol estava se pondo. Caminhamos  por bastante tempo entre as árvores que balançavam com o vento frio. Tirei meu casaco e o coloquei em Meg.

A segurei forte quando ela deu um grito de dor, assim que enterraram seus pais. Ela chorava, se jogando no chão, prestes a ser enterrada junto com eles se pudesse. A peguei no colo e segurei seu rosto contra meu peito.

- Não tenho ninguém agora, estou sozinha…

- Você tem a mim e nunca vou te deixar- beijei seu rosto.

Era um momento muito triste e nem eu e nem Natalie podíamos sequer imaginar o tamanho de sua dor. Nat chorava muito e isso era algo que ela raramente fazia. Ficamos por um tempo ali, olhando, esperando sabe-se lá por que ou por quem. Não queria apressá-la, Meg devia ter esse momento, era algo que ela precisava.

Meia hora depois, estávamos saindo quando ela parou, assustada. Um casal vinha até onde estávamos e pela expressão dela, julguei se Lauren e o tal Paul. Como ele tinha coragem de aparecer aqui? Continuamos e eles passaram por nós. Paramos os cinco, bem de frente.

- Melhor irmos embora, a ralé acabou de chegar- Natalie provocou.

- É comigo?- Lauren não entendeu ou fingiu não entender.

- É claro que é com você, com que mais seria?

- Nat, por favor- Meg pediu.

- Minha vontade é de dar uns tapas nessa sua cara, sabia?- ela continuou- Como é que você tem a coragem de trocar uma amizade e alguém maravilhosa e especial com a Meg por esse cretino?

- Talvez ela apronte com você também, não seria a primeira vez- Lauren respondeu.

- Pessoas idiotas me dão pena. Agora mesmo seu querido noivo está olhando pros meus seios, me comendo com os olhos e você não é capaz de enxergar- gargalhou.

- Isso é o que você queria, mas não- ela respondeu.

- Vem querida, vamos embora. Não temos tempo a perder- Paul a puxou.

- Não quero vocês lá- Meg virou-se pra eles- Não quero vocês perto deles!

- Está dizendo que não posso ir até lá e me despedir?- Lauren rebateu- Conheço seus pais desde sempre, você não pode fazer isso…

- Não somos mais amigas, Lauren. Não há nenhuma obrigação da qual você deva cumprir!

- Melhor esquecermos isso- Paul se pronunciou- Também não quero você perto de mulheres como ela, é bom mesmo que isso termine por aqui.

- Mulheres como ela?- fechei meus punhos, prestes a socar a cara dele.

- Me admira muito que você Justin, um homem casado, tenha a coragem de se relacionar com alguém que dá em cima do noivo da própria amiga- ele se faz de correto- Megan é assim, não se contenta com um, quer sempre mais…

Em um segundo e minha mão acertava em cheio seu rosto, o derrubando no chão depois do soco bem dado! Nat e Meg gritaram, assustadas com a situação.

- Ela não é assim- falei- Você mal a conhece! Talvez se não tivesse desperdiçado seu tempo tentando arrumar um jeito de seduzi-la e levá-la pra cama, tivesse reparado em quem ela realmente é. Eu posso dizer que a conheço e que você jamais colocará as mãos nela de novo porque ela é minha!

- Vamos embora- Natalie me puxou pelo braço.

- É uma pena você pensar assim dela Lauren- continuei- Acreditar mais em um cara como ele do que em alguém que era como sua irmã. Mas Meg tem a Natalie agora e não vai mais precisar de você. Esperamos que seja realmente feliz ao lado dele!

Enlacei meus braços ao redor de Meg e saímos. Paul se levantou e sua boca estava cheia de sangue. Tão covarde que nem ousou revidar… Caminhamos de volta e passamos pela igreja logo na entrada do cemitério.

- Posso entrar e rezar um pouco?- me pede docemente.

Entramos os três, nos ajoelhamos e fiz algo que não fazia há muito tempo. Rezei. Pedi que Deus desse forças a ela e que me ajudasse a ser alguém que pudesse fazer tudo por ela! Saímos logo em seguida e voltamos pra casa dela.

Colocamos as malas no andar de cima, nosso voo sairia pela manhã. Insisti pra que fôssemos pra um hotel, mas Meg me pediu pra passar a noite, uma última noite na casa em que viveu por tanto tempo e que era cheia de lembranças. Concordei de imediato.

Natalie a ajudou a embalar algumas coisas que seriam enviadas a Los Angeles depois, sob os cuidados do senhor e senhora Thredson, os vizinhos amáveis do lado, os quais acabei conhecendo quando eles vieram se despedir dela a noite!

Estávamos colocando as fotos de família em algumas caixas quando Nat entrou trazendo Burger King: lanche, fritas e refrigerante.

- Vou me instalar no quarto vago. Acho que você precisa mais dele do que de mim- ela fez bico- Trouxe comida- colocou as sacolas em cima da mesa- Me chamem se precisarem de alguma coisa. Boa noite, Meg- deu um beijo nela.

Comemos, mas ela mal tocou na comida, dando pequenos goles no refrigerante.

- Vou vender a casa- fala me olhando, como que pedindo minha opinião.

- Tem certeza de que quer fazer isso? Se desfazer dela? Você pode aluga-la, trancá-la e vir pra cá quando quiser.

- Os Thredson querem compra-la pra filha mais nova, a Molly. Pra que ela possa cuidar deles, já que eles serão vizinhos. Meus pais teriam gostado disso e posso comprar um apartamento em L.A. Não tenho intenção de voltar, não há nada que me prenda aqui!

Dormimos juntos aquela noite, Meg agarrada em mim. Era estranho e bom estar no quarto dela, olhar pras suas coisas e descobrir sobre sua infância, como ela foi uma criança esperta e uma menina dedicada a tudo o que fazia.

- Obrigada por tudo!- ela me beija.

- Nunca ia te deixar sozinha em um momento assim!- a beijei de volta.

Ela precisava de mim, mais do que nunca e eu não podia desapontá-la, precisava arrumar um modo de ficar com ela, de me separar o quanto antes…

- O que disse a ela?- pergunta- Pra Jessica?

- Não quero que se preocupe com isso. Estou aqui, não estou?- beijei sua testa.

Logo de manhã, pegamos o voo de volta pra Los Angeles (…)

19 Aug 14 @ 7:45 pm  —  reblog
17 Aug 14 @ 10:09 pm  —  via + org  —  reblog

unusualjt:

V Festival (2014)

17 Aug 14 @ 10:02 pm  —  via + org  —  reblog
17 Aug 14 @ 10:01 pm  —  via + org  —  reblog
17 Aug 14 @ 9:54 pm  —  via + org  —  reblog
17 Aug 14 @ 9:53 pm  —  via + org  —  reblog
17 Aug 14 @ 9:50 pm  —  via + org  —  reblog

"I’ve watched you win all these awards, you’ve won Grammys for [The 20/20 Experience] which you deserve. You deserve it, dude. I know you don’t really care about awards but I’m telling you, it’s a good thing because it gives a chance for us fans to let you know how much we love you.”

17 Aug 14 @ 9:48 pm  —  via + org  —  reblog
17 Aug 14 @ 9:46 pm  —  via + org  —  reblog
fasjtbrasil:

V Festival.

fasjtbrasil:

V Festival.

17 Aug 14 @ 9:45 pm  —  via + org  —  reblog
17 Aug 14 @ 9:44 pm  —  via + org  —  reblog
17 Aug 14 @ 9:28 pm  —  via + org  —  reblog

hazelshaw:

Celebrities doing the ALS ice bucket challenge

17 Aug 14 @ 9:26 pm  —  via + org  —  reblog
OS