Timberlake Info é um blog dedicado ao cantor/ator/empresário Justin Timberlake.
justintimberlakecentral:

 

yoshi413:

😂+❤=😍 | Melbourne, Australia | 9/18/14

[x]

Justin Timberlake performs onstage at The Hollywood Palladium

#Fanfic Amnesia- Justin Timberlake

Quase quinze dias tinham se passado desde quando ele voltou pra NY. Continuei na casa de Lynn junto com Paul e Sadie. No começo, foi bem difícil pra mim, mas eu tinha que fazer por ele, conquistar sua família e ser aceita. Eu sabia que era importante pra ele, então me esforcei ao máximo que pude…

Lynn ainda parecia não me aceitar totalmente, apesar de me tratar bem e educadamente. Paul e eu conversávamos bastante e Sadie e eu nos tornamos grandes amigas! Eu a adorava e ela parecia gostar de mim também. Ao contrário de Lynn, que vez ou outra deixava escapar ou dizia só pra me alfinetar mesmo, ela nunca falava sobre a Jessica na minha frente.

Aprendi a cozinhar os pratos preferidos dele, Sadie me ensinando todos os dias antes do jantar. Eu não gostava muito e nunca me propus a fazer nada, mas acho que acabei me saindo bem! Não via a hora de Justin chegar e ser a minha ‘cobaia da culinária’!

Um dia, logo pela manhã de uma quinta feira, ele voltou! Escutei o barulho do carro e corri até la fora pra verificar. Assim que o vi, me joguei em seus braços!

- Senti tanto a sua falta!- falei inalando seu perfume.

- Eu também, meu amor!- me estreitou num abraço apertado.

Ficamos agarrados um ao outro, Sadie rindo da varanda! Demos as mãos e entramos.

- Tudo bem com você?- me pergunta, beijando meu rosto.

- Sim, muito bem! Mas confesso que não via a hora de você voltar… E como foi tudo?

- Depois conversamos- falou rápido e eu soube que havia algo errado, mas era melhor deixar isso pra depois.

Depois do almoço em família, Justin e eu subimos pro quarto. Deitamos na cama e ficamos olhando um pro outro, rindo feito dois adolescentes de férias da escola!

- Por que demorou tanto?!- fiz bico.

- Não demorei- ele riu- Foram só alguns dias.

- Senti tanta saudade…

- Eu também!- me beijou calmamente- Alguma novidade por aqui?!

- Ah sim, sua avó me ensinou a cozinhar e você vai ser o primeiro a experimentar hoje á noite!

Ele fez uma cara de espanto seguido de uma careta, me fazendo rir!

- Pensei que eu fosse experimentar outra coisa hoje á noite…- deita por cima de mim, distribuindo beijos pelo meu pescoço.

- Não, para- o empurrei devagar- Sua avó, lembra?!

- Quer sair e dar uma volta?!

- Quero muito!- pulei da cama, totalmente pronta pra sair. Não aguentava mais ficar em casa.

Saí algumas vezes, mas só pra ir ao mercado, olhar algumas lojas, nada de muito interessante. Passamos pela sala, saímos e entramos no carro. Justin me mostrou cada lugar da cidade. A escola onde estudou, os lugares em que brincava, onde saía pra beber quando não estava em turnê… Prestei atenção em tudo, encantada! Era bom saber mais coisas sobre ele, me sentia importante por ele compartilhar suas memórias comigo!

Paramos em um pequeno bar, desses bem típicos, com homens grandes, fortes, muita cerveja, sinuca e palavrões!

Ele era bastante conhecido e sempre tinha alguém pra vir nos cumprimentar e perguntar sobre como ele estava! Sentamos numa mesa, dessas de madeira e pedimos duas cervejas.

- Um brinde á sua volta!- ergui o copo.

- Um brinde ao que vamos fazer hoje porque isso tá só começando!- pisca maliciosamente pra mim.

- Ninfomaníaco!

- Delícia!

Desatamos a rir! Jamais pensei que ele fosse me trazer num lugar assim, mas eu estava adorando!

- E aí cara, como é que tá?!- um homem alto, magro e não muito bonito disse parando em frente á nossa mesa- Sempre bom te ver por aqui!

- Oi Travor- Justin sorriu fraco, fechando a cara.

- E essa maravilhosa aqui- pegou a minha mão e a beijou- Qual é o seu nome, lindinha?!

- Megan!- falei somente. Tinha dado pra notar que Justin não gostava muito dele, então…

- JT sempre bem acompanhado de belas mulheres. Suponho que essa seja a escolhida?- se intromete- Depois da sua separação com a Jessica…

- É, Megan e eu estamos juntos- falou sem paciência.

- Quem sabe eu possa dar um pulo até NY e ter uma conversa com ela… - o sujeito era muito indiscreto!

- Acho que seria uma ótima. Ela deve estar precisando mesmo de um consolo, sabe?!- Justin falou sarcasticamente- Vou te dar o numero dela e o endereço – pediu uma caneta ao garçom e um pedaço de papel, anotando tudo ali e entregando á ele- Boa sorte pra você então!

Nos levantamos e saímos a passos largos.

- Quem era aquele cara?- perguntei curiosa.

- Trevor McAvoy, diretor da maior revista de fofocas do estado e meu desafeto desde o quinto ano da escola!

- Acho que ela vai te matar por ter dado o numero dela pra ele- o lembrei.

- Não se preocupe, eles sempre se deram bem! Jessica sabe como lidar com ele!

Entramos novamente no carro e voltamos pra casa. Caía uma forte chuva agora, conforme pegamos a estrada de volta. Justin parou o carro na entrada.

- Vamos?!- sorri travesso pra mim.

- Tá chovendo- respondi mostrando a língua.

- Medo de chuva, Meg?!- me desafia.

Abrimos a porta do carro ao mesmo tempo e saímos correndo. Corri um bom tanto, mas ele me alcançou, me pegando de frente e me beijando deliciosamente… Beijar alguém na chuva era algo que sempre tive vontade de fazer!

- Tá com frio?- ele me abraça.

- Um pouco, tá meio gelada- sorri passando as mãos pelo rosto.

Ele pegou em minha mão e me arrastou até o celeiro, correndo! No sentamos em um monte de feno. Não era muito confortável, mas pelo ou menos não chovia ali!

- Estamos seguros!- beijou de leve meu ombro.

- Não tem nada pra me contar?- perguntei e esperava que ele me falasse algo relacionado ao divórcio.

- Tem certeza de que quer falar sobre isso, agora?- sua cara não era das melhores.

- Tô pronta pro que quer que seja- respiro fundo.

Ele para um pouco antes de falar, pensando.

- Ainda não nos separamos- suspira- Vai acontecer, só que vai demorar um pouco. Jessica está pedindo um valor muito alto, disse ter sido humilhada publicamente…

- Ela não pode fazer isso- me irrito- Tudo o que você conseguiu foi com o seu esforço, ela não pode querer te tirar quase tudo!- me indigno.

- Eu sei e meus advogados já estão cuidando disso. Ela está chateada, magoada e com raiva- a justifica.

- Tá defendendo ela?- começo a rir.

- Não senhorita ‘fiquei ciumenta da noite pro dia’! Só estou dizendo que é compreensível na atual situação dela.

- É, não agimos corretamente- concluo- E de certa forma, me arrependo por isso…

- Tá arrependida por ter ficado comigo? – me olha fingindo estar triste.

Reviro os olhos e ele me deita, ficando do meu lado.

- Por que não vamos pra casa? A chuva diminuiu- olhei pelo vão lá fora.

- Não quer ficar comigo?- me dá um selinho.

- Qual é a sua má intenção de hoje?!- cruzei os braços, rindo.

- Pensei em ser criativo, algo que diariamente sou, inovar e quem sabe… – riu também.

- Confesse que você tem um fetiche secreto!- dei um tapa em seu braço.

- Me pegou!- ergue os braços no alto- Sempre tive tara por transar em um celeiro!

Imediatamente, subi por cima dele e o beijei! Nos livramos rapidamente de nossas roupas sem interromper o beijo. Nos beijámos com paixão, aqueles beijos de tirar o fôlego… Estávamos com muita vontade e eu só pedia pra que ninguém resolvesse aparecer por ali…

- E se alguém… Aparecer… - falei em meio ao beijo, ofegando.

- Ninguém vai vir- morde meu lábio e volta a me beijar.

Me deito e o encaro, esperando por ele. Justin me lança um olhar pra lá de malicioso, mordendo forte o lábio.

- Quero de outro jeito- diz rente á minha orelha, ficando sobre mim.

Me levanto e espero que ele me diga o que quer e como fazer. Ele me vira e me coloca virada de costas pra ele, de quatro! Me penetra forte e incansavelmente, me levando ao delírio… Não tínhamos muito tempo então precisávamos andar logo antes que alguém nos descobrissem  ali!

Justin tinha minhas mãos presas junto ao meu corpo, me segurando forte enquanto investia sobre mim, me dominando por completo… Não poupamos sussurros, gemidos e nos permitimos fazer o que quiséssemos, ou melhor, o que ele queria fazer comigo!

Atingimos o clímax não muito depois. Como ele conseguia ser tão gostoso e tão bom no sexo, me saciando cada vez mais?! Não dava pra saber, mas era bom pra caralho!

- Só um aviso- digo deitando em seu peito, ambos exaustos e suados- Não vai me dominar de novo, não vou deixar!- brinquei.

- Não gostou então?! - puxa meu cabelo, beijando meu pescoço.

- Não vou te dar o prazer de saber- o desafio.

- Prazer é algo que sou muito bom em dar- ri gostosamente- Mas se não ficou satisfeita, pode me dominar agora, eu aguento…

O beijei forte, apertando-o contra mim.

- Te amo, sabia?!

- Também te amo e amo ficar assim com você!- une nossas testas.

- Melhor nos vestirmos e irmos. Sua mãe vai se preocupar!

- Ela ainda acha que tenho 17 anos- brinca, revirando os olhos.

Nos vestimos e entramos em casa. Tomamos m banho demorado, juntos e depois fui preparar algo pro jantar. Frango frito, arroz e purê de batata e salada e pudim de leite condensado de sobremesa. Não era nada elaborado, mas já era alguma coisa…

- Você cozinha bem!- me diz deitando ao meu lado na cama.

- Gostou mesmo? - perguntei confusa.

- Muito bom, sério!- sorri- Mas nada é melhor do que poder dormir aqui com você…

- Ainda bem que sua avó concordou!

- Ela entendeu que o divórcio vai demorar e que consequentemente, não poderíamos passar tanto tempo longe um do outro!

- Ela sabe que nos amamos e o quanto você significa pra mim!- dei um beijo nele, me aconcheguei em seu peito e dormimos. (…)

Novidades do Projeto The 20/20 Experience World Tour - Brasil!A equipe do projeto fará um vídeo e vocês podem participar da seguinte forma: > Selfie com uma plaquinha escrita: “We Want The 20/20 Experience Tour In Brazil”.>Se possível, tirar a foto perto da sua coleção de CDs e DVDs do JT, ou algo que mostre que você é realmente fã.> Vídeo em português relatando sua melhor experiência com o JT de NO MÁXIMO 40 segundos. ATENÇÃO: Falem calmamente pois o vídeo será legendado. O material tem que ser enviado até dia 08 DE OUTUBRO, em boa qualidade, para o e-mail do projeto: projetojtnobrasil@gmail.com O vídeo será usado pra chamar a atenção do JT e de quem trabalha com ele. PARTICIPEM!!A equipe do projeto também descobriu mais uma produtora para enviar nossos pedidos, é a XYZ Live. Eles não tem Twitter, porém tem página no Facebook e dá pra mandar inbox! Mandem mensagens pedindo o show do Timberlake no Brasil:https://www.facebook.com/XYZLIVEE mandem emails também: contato@xyzlive.com.br
Para saber mais, siga: @timber_info @PORTAL_JT @ProjetoJTnoBR

Novidades do Projeto The 20/20 Experience World Tour - Brasil!

A equipe do projeto fará um vídeo e vocês podem participar da seguinte forma: 

> Selfie com uma plaquinha escrita: “We Want The 20/20 Experience Tour In Brazil”.
>Se possível, tirar a foto perto da sua coleção de CDs e DVDs do JT, ou algo que mostre que você é realmente fã.
> Vídeo em português relatando sua melhor experiência com o JT de NO MÁXIMO 40 segundos. ATENÇÃO: Falem calmamente pois o vídeo será legendado. 

O material tem que ser enviado até dia 08 DE OUTUBRO, em boa qualidade, para o e-mail do projeto: projetojtnobrasil@gmail.co

O vídeo será usado pra chamar a atenção do JT e de quem trabalha com ele. PARTICIPEM!!

A equipe do projeto também descobriu mais uma produtora para enviar nossos pedidos, é a XYZ Live. Eles não tem Twitter, porém tem página no Facebook e dá pra mandar inbox! Mandem mensagens pedindo o show do Timberlake no Brasil:https://www.facebook.com/XYZLIVE
E mandem emails também: contato@xyzlive.com.br

Para saber mais, siga: @timber_info @PORTAL_JT @ProjetoJTnoBR

justintimberlakepresident:

I.. Just.. Can’t.. Breathe..😍😩❤️

Happy 40th Birthday, James Thomas Fallon • September 19th, 1974

myusernamehere:

Oh my God. Can this please happen to me?

justintimberlakepresident:

OMG the feelzzz I’m getting from this picture…!!!😍😍😍

justintimberlakepresident:

OMG the feelzzz I’m getting from this picture…!!!😍😍😍

yoshi413:

Requested by Anonymous  💓

[x]

 

#Fanfic Amnesia - Justin Timberlake.

Era quase noite quando chegamos em Memphis, Tennessee. Lynn não estava, tinha ficado em Los Angeles com Jessica e depois iria pra NY com ela, eu supunha pra ajudar no que pudesse e reconforta-la.image

Entramos na casa relativamente grande, bonita e no estilo tipicamente americano. Uma senhora, Sadie a avó de Justin, veio nos receber!

image

Ela o abraçou forte e eles ficaram assim por um tempo. Era bonito ver a relação de amor e respeito que eles tinham e me senti triste por mim, por não ter ninguém tão próximo assim de mim no mundo…

- Essa é Megan?!- ela me olhou docemente, mas de um jeito inquisidor e desconfiado.

- Muito prazer!- estendi a mão a ela, sem saber muito bem como reagir. Não sabia se ela me aceitaria de imediato ou não.

- O prazer é meu!- ela sorriu e pegou minha mão entre as suas, acariciando devagar e me olhando bem dentro dos olhos- Fique a vontade e seja bem vinda!

-Obrigada!- respondi sem jeito.

Subimos as escadas pra colocarmos as malas no quarto. Justin me olhava como que me dizendo ‘vai gostar dela e vão se dar bem’ e eu realmente esperava que isso pudesse acontecer! Voltamos pra sala, eu queria poder me apresentar melhor e  ter um pouco de proximidade com ela, poder conversar sobre qualquer coisa e me familiarizar…

- Então é por ela que está apaixonado?!- Sadie sorri. Troco olhares com ele e me sinto corar ligeiramente.

- Sim, é sim!- segura minha mão.

- Sua mãe me contou- fica séria, prestes a dar um sermão- Não achei correto o modo como conduziram a situação…

- Vó, por favor- ele pede encarando o chão.

- Tudo bem- digo baixo pra ele.

- Vou dizer o que eu quiser na minha própria casa- ralhou.

Fiquei o mais séria que pude e me preparei pra ouvir a maior bronca de toda a minha vida! Não seria fácil ouvir, mas eu tinha que ser respeitosa, afinal estávamos na casa dela e ela tinha o direito de falar o que bem entendesse. Algo me dizia que ela não iria me desrespeitar, então me mantive calma e receptiva.

- Amar alguém é o sentimento mais maravilhoso que alguém pode sentir- começou- Seu avô e eu fomos muito felizes e ele está comigo o tempo todo, nunca nos separamos- sorriu triste agora- É notável o amor que sentem um pelo outro e me alegra muito ver que aquele brilho em seus olhos voltou, aquele que você tinha logo quando conheceu Jessica, mas que foi se apagando com o tempo…

- Acho que Megan não… - ele tentou dizer, mas toquei seu braço.

- Não se preocupe, não vou me exceder- piscou pra mim- Quero apenas que ela saiba como as coisas são, do meu ponto de vista, sabe?!

- Eu entendo- respondi- Não tem problema!

- Sei que entende, querida. Sei que sim… - deu um tapinha de leve em meu joelho- Como estava dizendo, é bom te ver feliz de novo! Jessica era e é uma mulher encantadora, mas isso não te obriga a ficar ao lado dela pra sempre, assim como não te dá direito de trai-la…

- Nós sentimos muito- falei por nós dois- Não queríamos que tivesse sido assim!

- Seria muita indiscrição se eu te perguntasse Megan, o que sente pelo meu neto?- mudou de assunto, me pegando desprevenida com a pergunta- Eu o conheço e já sei que ele está apaixonado, já vi esse olhar antes, mas confesso que não tão intenso como estou vendo agora- conclui dando um risinho  alegre.

- Eu a amo muito!- Justin beijou de leve meu rosto.

Respirei fundo, apertando a mão dele que a apertou de volta, me encorajando.

- Assim que o vi, era como se eu já o conhecesse antes, tínhamos uma ligação estranha e boa, que me fazia feliz! Não sei quando foi, nem como e nem por que comecei a gostar dele, simplesmente aconteceu, rápido e incrivelmente bonito… Sinto que ele é a pessoa por quem eu tenho esperado a minha vida toda, aquela com quem eu tenho sonhado desde pequena… Justin é meu ponto de equilíbrio e eu o amo de todo meu coração e alma!

- Bonitas palavras, querida!- ela junta as mãos próximas ao peito, feliz- Vejo que não tem vergonha de expressar o que sente e isso é muito bom! É uma das coisas que mantém o relacionamento, ser capaz de dizer ao outro o que gosta, o que pensa, o que sente…

- Vou me lembrar disso- sorri de volta.

- Sei que não perguntaram, afinal, o que é a opinião de uma velha, não é mesmo?!- gargalhou- Mas vocês tem a minha bênção! Sejam felizes, se casem, tenham muitos filhos porque Deus, estou velha e quero ter bisnetos!

Começamos a rir. Ela era bem autoritária e engraçada, me deixando confusa, ás vezes!

- Estamos pensando nisso- Justin garantiu- Espero não demorar muito!

- Podem ir agora. Vão, vão!- ela nos manda embora, brincando- Ah, só uma coisa- diz e paramos pra escutá-la novamente-  Sou um tanto quanto antiquada, careta mesmo, é o que vocês jovens dizem… Justin ainda é um homem casado e pela memória do seu avô, que Deus o tenha na Sua Santa Glória, gostaria que vocês não dormissem juntos até ele estar legalmente separado…

Isso sim tinha nos pegado de surpresa! Meu ímpeto foi de rir, mas me contive e continuei séria, assentindo. Justin ia responder, rindo, mas o detive.

- Sim senhora- falei- Sua casa, suas regras! Vamos pegar as malas e eu vou ficar no quarto de hóspedes, não se preocupe!

- Obrigada, querida!- disse cordialmente- Vem cá dar um abraço na sua avó!- estendeu os braços em minha direção.

Fui até ela e a abracei. Não sei se foi o medo de não ser aceita e o alívio de saber que era, a saudade dos meus pais, avós ou a certeza de ter uma família, a família dele, a minha família agora, que me fizeram chorar com aquele gesto de carinho!

- Não chore- ela me beija no rosto- Por que está chorando?!

- Desculpe, me desculpe… - enxuguei as lágrimas fujonas.

- Não há o que desculpar- fez um gesto com as mãos- Lynn me contou algumas coisas sobre você. Gostaria de ter o prazer de saber mais e poder conhece-la melhor, se quiser, é claro!

- Com toda a certeza, o prazer será todo meu! Conversamos mais tarde então?!

Nos despedimos, Justin a beijou e subimos de volta pro quarto.

- Não acredito que ela nos pediu isso- falou carregando minha mala pro quarto ao lado.

- Deixa ela, é melhor assim- dei um selinho nele.

Me pegou pela mão e me fez sentar na cama, me colocando em seu colo.

- Quer sair pra dar uma volta?!

- Adoraria!

Nos levantamos, descemos e saímos. Fazia calor lá fora, mas um calor bom, nada excessivo. O lugar era bem bonito, com muita grama, árvores e vegetação por ser um pouco afastado da cidade.

image

Caminhamos por ali de mãos dadas, sorrindo um pro outro! Seriam tempos difíceis, mas estaríamos juntos e enfrentaríamos o que quer que fosse pra ficarmos juntos…

- Vou voltar amanhã pra Los Angeles- diz sem me olhar.

- Por quê?!- um frio na barriga tomou conta de mim.

- Vou pra NY depois, preciso resolver tudo, conversar com a Jessica, falar sobre o divórcio e enfrentar a mídia…

- Quero ir com você- me imponho- Quero ficar do seu lado e enfrentar tudo!

- Não quero te fazer passar por isso- me abraça.

- Não posso ser poupada a vida toda- rebati.

- Vai ficar melhor aqui, minha mãe chega daqui a dois dias, minha vó já gostou de você… Vou voltar logo!

- Eu sei, mas…

- Mas o que?!- me olha, arqueando as sobrancelhas, fingindo estar bravo comigo.

- Não quero que a veja, que fale com ela… Tenho medo de que vocês…

Não acredito que eu estava falando aquilo, totalmente imatura, egoísta e insegura, logo agora que estávamos tão perto de ficarmos enfim, juntos!

- Não seja ciumenta, Megan Stark! - me pega no colo- Não vou te deixar nunca mais, acredite!

- Mas ela é sua mulher, vocês já… Ela disse que ia tentar te reconquistar!- argumentei.

- Quanta insegurança!- faz cara de incrédulo- Eu te amo, sabia?! Te trouxe até a casa da minha mãe e avós, vou te deixar aqui aos cuidados das duas pessoas que mais confio no mundo e mesmo assim, você ainda tem duvidas…

- Sou uma boba, eu sei!- tapei o rosto com as mãos.

Justin me puxou pra si e me beijou calmamente.

- Bela declaração de amor lá na sala, hum?!

Passeamos por ali durante um tempo. Fomos pra casa, jantamos na companhia da Sadie que me fez milhares de perguntas, conversamos até altas horas e depois fomos dormir em quartos separados.

Acordei cedo com a sensação de estar sendo beijada por ele. Levantei, fui até o quarto ao lado e não o vi. A cama devidamente arrumada e o Sol entrando pela janela, invadindo o quarto decorado de azul e branco.

- Justin saiu logo cedo- ela me diz carinhosa- Toma café comigo?!- me estende a mão.

Sorrio e desço com ela até a cozinha. Preparamos o café e ela me diz que vai me ensinar como cozinhar os pratos preferidos dele! Tomara a Deus que eu me adapte bem aqui, que nos demos bem e que ele não demore a voltar. A saudade já era grande demais…

love-justintimberlake:

I remember this

Jimmy Fallon & Justin Timberlake

Love JT